Adultos mais velhos não consomem proteína suficiente, mostra pesquisa

Em meio ao aumento da popularidade de dietas ricas em proteínas, uma nova pesquisa descobriu que mais de um em cada três americanos mais velhos não estão atendendo a ingestão de proteína recomendada.

Usando dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (NHANES), pesquisadores da Ohio State University e da Abbott Nutrition avaliaram o consumo de proteína em relação aos padrões de dieta e resultados funcionais em 11.680 adultos com 51 anos ou mais.

“Apesar da mania de proteína na América, os dados mostram que ainda há uma grande lacuna na ingestão de proteínas pelos adultos”, disse Christopher Taylor, professor associado da Ohio State e autor do estudo, em um comunicado de imprensa.

“Eles não só estavam significativamente ausentes”, disse ele, “mas esta pesquisa estava considerando a ingestão contra as recomendações dietéticas atuais, que não levam em consideração a atividade, a idade e a doença, quando os adultos podem precisar de mais proteína”.

A análise mostrou que o consumo de proteína é um forte indicador da dieta geral, nutrição e bem-estar físico dos adultos e incluiu os seguintes achados:

– Os adultos que não estavam recebendo proteína suficiente tinham dietas de pior qualidade e não estavam consumindo vitaminas e minerais importantes, como colina, vitamina C, zinco e vitamina D.

– Mais de 40% dos adultos que não atenderam à recomendação de proteína consumiram menos de três refeições por dia.

– Daqueles que não atingiram o consumo de proteína, um terço tinha até 30 gramas de proteína por dia.

– Aqueles que não satisfazem a recomendação protéica têm maior probabilidade de encontrar limitações físicas, como sentar-se por longos períodos ou entrar ou sair da cama.

Fonte: MeatingPlace.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar