A curiosidade não matou o gato

O velho ditado “a curiosidade matou o gato” tem origem na ideia de que, para se manter seguro, você deve fazer apenas o que é conhecido. Se você seguir a prática normal e aceita e não sair para o desconhecido, tudo ficará bem. O gato ficará bem.

Eu acredito que aqueles de nós que trabalham na agricultura estão entre as pessoas mais inovadoras e brilhantes que existem em muitas indústrias. No entanto, mais e mais eu acredito que a falta de curiosidade está matando a agricultura. Ou mais, a falta de vontade de agir com curiosidade. Porque estamos curiosos e fazemos muitas perguntas. No entanto, seja uma consequência de ocupação, escala, carga de trabalho ou complexidade, nossas prioridades e disponibilidade significam que não nos permitimos agir de acordo com essas curiosidades. Como consequência, continuamos fazendo o que sempre fizemos, permanecendo seguros, mas estagnados, sem saber o que estaríamos perdendo.

Como você pode ser curioso com segurança? Eu certamente não quero ver você pulando de um penhasco e mudando completamente sua estratégia. Os “baby steps” são os melhores, juntamente com bom senso. Se você é um produtor de gado, pense nos seus processos da próxima vez que estiver levando um rebanho no pasto.

Por que você está tratando-os com esse produto? Você já viu resultados positivos com seus próprios olhos (ou dados)? Ou o seu vizinho / agente / representante de vendas disse que você deveria estar fazendo isso, então é isso que você sempre faz?

Se for a última opção, dê-se a permissão para ficar curioso. Trate e identifique uma parte do rebanho e, da próxima vez que estiver nos currais, observe as diferenças. Se houver uma diferença positiva e observável, você poderá confiar no seu investimento e não terá sofrido grandes perdas. Se não houver diferenças entre os tratamentos, sua curiosidade economizou tempo e dinheiro.

Se você é um agricultor, selecione um pequeno pasto ou uma parte de um piquete maior em que você pode ser curioso. Talvez você possa fazer um teste usando taxas variáveis ​​de fertilizante – com a tecnologia disponível atualmente, é fácil apertar alguns botões para que isso aconteça por alguns períodos – ou, por que não, comparar o tratamento biológico com nenhum tratamento. Nessas situações, muitas vezes é importante ficar com ele por alguns anos antes de tirar conclusões.

Particularmente com o cultivo, uma mudança na prática é geralmente ligada à saúde do solo e melhorar a saúde do solo leva tempo. Ao “sacrificar” uma parte do pasto e ficar curioso, você pode comparar o que acontece com as áreas em que tudo está funcionando normalmente. Analise os rendimentos, analise os números e depois tome uma decisão informada sobre qual o melhor curso de ação para o resto do pasto.

Vocês são os líderes mundiais em P & D (pesquisa e desenvolvimento) e aplicação comercial de trabalhos experimentais. Você está no melhor lugar para fazer pesquisa e extensão porque não está tentando operar dentro de nenhum parâmetro, tem a capacidade de pensar e buscar pela melhoria contínua. Então, aproveite ao máximo. Seja curioso. Pergunte. E se você chegar a um pensamento ou ideia interessante, experimente. Feito com segurança, eu acho que o gato sobreviverá, e pode ser que ele consiga o creme.

Artigo de David McLean, para o RCS, traduzido e adaptado pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar