8 tendências no mercado de touro

1) Está havendo uma clara especialização, com os produtores cada vez mais profissionais, ficando cada vez melhores nesse negócio.

2) Forte economia de escala na venda de touros. Quando há um volume maior de touros, é possível investir em uma série de coisas, aumentando as chances de comercializar bem e isso tem uma série de vantagens. 
3) Proliferação de leilões com centenas e até milhares de touros.

4) Produção cada vez mais refinada em todos os aspectos, como controle, custos, eficiência, genética, avaliação genética .

5) Concorrência com IATF, que está crescendo muito. Dessa forma, quem vende touros tem que saber lidar com esse mercado, com essa objeção. Se um cliente de quem vende touros começar a fazer só IATF, parará de comprar esses touros, diminuindo, assim, o mercado.

6) Mercado cada vez mais exigente, pedindo mais informações e subsídios para poder escolher, com o comprador se tornando cada vez mais profissional.

7) Casamento entre genética produzida e sistema de produção do cliente deverá se intensificar cada vez mais.

8) Compreensão de que a comercialização de touros é um negócio com uma série de características específicas. Como o valor que as pessoas pagam por touros é alto, isso tem uma série de implicações em marketing, relacionamentos, técnicas de vendas, construção da autoridade do vendedor, da marca da fazenda, do rebanho, genética, reputação. 

Dessa forma, o vendedor de touros precisa ser lembrado e bem visto pelo mercado, diferenciando-se e atendendo de forma inteligente e diferente. Além disso, ele precisa fazer vendas repetidas aos mesmos clientes e utilizar os canais mais modernos de comunicação para se relacionar frequentemente com o cliente. Mesmo que o comprador compre apenas uma vez por ano, a comunicação deve ser ativa durante todo o ano, para que, no momento em que ele precisar comprar um touro, ele lembre-se exatamente desse vendedor de touros.

View this post on Instagram

1) Está havendo uma clara especialização, com os produtores cada vez mais profissionais, ficando cada vez melhores nesse negócio. 2) Forte economia de escala na venda de touros. Quando há um volume maior de touros, é possível investir em uma série de coisas, aumentando as chances de comercializar bem e isso tem uma série de vantagens. 3) Proliferação de leilões com centenas e até milhares de touros. 4) Produção cada vez mais refinada em todos os aspectos, como controle, custos, eficiência, genética, avaliação genética . 5) Concorrência com IATF, que está crescendo muito. Dessa forma, quem vende touros tem que saber lidar com esse mercado, com essa objeção. Se um cliente de quem vende touros começar a fazer só IATF, parará de comprar esses touros, diminuindo, assim, o mercado. 6) Mercado cada vez mais exigente, pedindo mais informações e subsídios para poder escolher, com o comprador se tornando cada vez mais profissional. 7) Casamento entre genética produzida e sistema de produção do cliente deverá se intensificar cada vez mais. 8) Compreensão de que a comercialização de touros é um negócio com uma série de características específicas. Como o valor que as pessoas pagam por touros é alto, isso tem uma série de implicações em marketing, relacionamentos, técnicas de vendas, construção da autoridade do vendedor, da marca da fazenda, do rebanho, genética, reputação. Dessa forma, o vendedor de touros precisa ser lembrado e bem visto pelo mercado, diferenciando-se e atendendo de forma inteligente e diferente. Além disso, ele precisa fazer vendas repetidas aos mesmos clientes e utilizar os canais mais modernos de comunicação para se relacionar frequentemente com o cliente. Mesmo que o comprador compre apenas uma vez por ano, a comunicação deve ser ativa durante todo o ano, para que, no momento em que ele precisar comprar um touro, ele lembre-se exatamente desse vendedor de touros. #agrotalento #eusouagrotalento #tornatequemtues #fazendaexpressao #fazenda #fazendafamilar #pecuária #gado #gadodecorte #gadodeleite #carne #boi #vidanocampo #agricultura #agro #sucessao #agriculturafamiliar #leite

A post shared by Miguel Cavalcanti (@mcavalcanti) on

Fonte: AgroTalento.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar