Categories: AgroTalento

2 maneiras de identificar os falsos profetas da lucratividade

Falsos profetas são aqueles que não vivem a lucratividade na realidade, mas fala disso de vez em quando. Como identificar os falsos profetas da lucratividade? Existem dois fatores que o ajudam a identificar facilmente esses falsos profetas.

Como você identifica quem realmente está focado na lucratividade e quem está falando apenas para ficar bonito na conversa? Você precisa prestar atenção no que a pessoa efetivamente fala. Inicialmente, a pessoa diz que vai mostrar um estudo de caso de uma fazenda focada em lucratividade. Porém, depois disso, em todo o resto da conversa, o falso profeta da lucratividade fala de tecnologia, de produtividade, de variedade, de uma série de coisas técnicas de produção. Isso não tem nada de errado, mas não é lucro.

As pessoas que estão focadas na produtividade darão muitos detalhes sobre produtividade, tecnologia, produção, variedades, alternativas, métodos e sistemas de produção. Vão falar muito sobre isso, dando muitos detalhes. Mas vão falar muito superficialmente sobre lucratividade.

O ponto chave não é se na conversa da pessoa aparece a palavra lucro, mas sim, quantos por cento da conversa é sobre e lucro e quantos por cento é sobre produtividade.

Essa é até uma pergunta para você pensar sobre você mesmo: o que você fala com detalhes? Se você ainda não fala com detalhes sobre o lucro, seja bem vindo ao time de 99% dos produtores brasileiros e seja bem vindo ao grupo de pessoas que a gente quer ajudar a ter um negócio sustentável e com margem.

A segunda maneira de você perceber se alguém é falso profeta da lucratividade é perguntar: qual é seu lucro? Pede para a pessoa mostrar como mediu e quais são os detalhes. Muitas vezes, pessoas que estão falando que estão preocupadas com o lucro não têm a menor ideia de qual é sua lucratividade.

Se você não mede seu lucro, como pode falar de lucro?
Só converse sobre lucro com pessoas que realmente pensam e medem o lucro de sua fazenda.

This post was published on 14 de janeiro de 2020

Share
Published by
Miguel da Rocha Cavalcanti

Recent Posts

Produção de carne bovina nos EUA cai 21% em abril por conta do coronavírus

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a produção de carne nos Estados Unidos… Read More

25 de maio de 2020

Fechada para clientes, churrascaria assa carne na calçada na zona leste de SP

Desde as 3h deste domingo cerca de 80 quilos de costela permaneceram rodeadas de fogo,… Read More

25 de maio de 2020

Marfrig tem 25 casos positivos de covid-19 em funcionários de unidade de Várzea Grande (MT)

A Marfrig Global Foods foi notificada sobre testes positivos para covid-19 em 25 funcionários de… Read More

25 de maio de 2020

Ajustes em frigoríficos vieram para ficar, afirma especialista

As medidas de segurança adotadas no ambiente frigorífico para tentar mitigar o risco de contaminação… Read More

25 de maio de 2020

Cadeia de fornecimento da indústria de carnes está falhando, mas fazendas menores ainda podem atender às necessidades dos consumidores nos EUA

Will Harris ficou alarmado com as notícias de produtores sacrificando seus animais porque matadouros e… Read More

25 de maio de 2020

Brasil alcança abertura de 60 mercados para produtos agropecuários

O Brasil alcançou a marca de 60 mercados externos abertos para produtos agropecuários desde janeiro… Read More

25 de maio de 2020