11 start-ups do agronegócio para você ficar de olho

A segunda edição do ranking 100 Startups to Watch é uma amostra do que o Brasil tem de mais promissor em inovação. Essas empresas demonstram potencial para transformar mercados, impactar consumidores, revirar indústrias. Seus produtos e serviços têm capacidade de escala e de atrair os investimentos corretos para o seu crescimento.

Foram escolhidas, portanto, porque se destacam entre as milhares de empresas nascentes do país. O ranking é resultado de uma parceria entre as revistas “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”, “Época NEGÓCIOS”, da Editora Globo, e das consultorias Corp.vc e EloGroup.

O processo de seleção foi dividido em duas etapas e levou em conta pontos ligados ao potencial de inovação, tração comercial, equipes e captação de investimentos. Mais de 2,2 mil empresas participaram dessa fase. O crivo da avaliação passou ainda pela maturidade da operação e pelo perfil e experiência dos fundadores. Numa primeira triagem, 1,6 mil empresas foram aprovadas para passar para a fase de avaliação técnica do ranking. No funil técnico, as startups selecionadas foram avaliadas por 80 especialistas da EloGroup, Corp.vc, “PEGN” e “Época NEGÓCIOS”. Os participantes receberam notas de 1 a 5, referentes aos critérios de inovação, mercado, negócio, time e estágio. Um grupo de 200 empresas foi selecionado.

Formado por representantes das principais organizações, fundos de investimento e iniciativas públicas de fomento do ecossistema de startups, o comitê de avaliação final definiu a lista das 100 Startups to Watch. Os conselheiros foram divididos em cinco grupos, que escolheram as startups de forma colegiada. Para evitar casos de conflitos de interesse, os conselheiros não analisaram empresas em que tivessem envolvimento direto.

Os nomes dos participantes desse conselho são: Felipe Matos, criador de iniciativas que já apoiaram mais de 10 mil startups; Fernando Rieche, responsável pela operação BNDES Garagem, programa de incentivo ao empreendedorismo do banco de fomento; Flávio Pripas, corporate venture officer da Redpoint eventures; Lindália Junqueira, CEO do Hacking.Rio, conferência de tecnologia e inovação que abriga um dos maiores hackathons da América Latina; Lucas Mendes, diretor-geral da WeWork para o Brasil; Luis Felipe Franco, responsável pelas iniciativas de colaboração e parcerias entre scale-ups e grandes empresas da Endeavor Brasil; Luiz Morcelli, cofundador do Ahoy! Berlin, centro de inovação em São Paulo; Maria Rita Spina, diretora executiva da Anjos do Brasil, principal rede de fomento a investimento-anjo do país; Raphael Braga, gestor dos programas de investimentos em startups da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e Rodrigo Carraresi, program manager do Google Launchpad Accelerator no Brasil.

Agora, conheça as startups selecionadas:

Agronegócio
Agrosmart
Cromai
Grão direto
Jetbov
Mvisia
Olho do dono
Safetrace
Scicrop
Sintecsys
Tbit
Terra magna

Construção
Ambar

Educação
Classapp
Edufuturo
Guten
Redação online

Financeiro
Blu365
Bxblue
Celcoin
Creditoo
Credpago
Finanças360
Finpass
Magnetis
Monkey exchange
Rebel
Warren

Gestão
Arquivei
Auvo
Biz.u
Checklist fácil
Docket
Fhinck
Geek hunter
Goodticket
Gupy
Kenoby
Looqbox
Marketup
Meetime
Niduu
Omiexperience
Revelo
Rocket.chat
Sheetgo
Skore
Townsq

Impacto
Biosolvit
Geraes
Gove
Livox
Raízs
Ribon
Signa
Sumá
Guia de rodas
O polen

Indústria
Birmind
Goepik
I.systems
Thermo-off

Logística
Cobli
Intelipost
Send4

Marketing e Vendas
Alboom
Escale
Inloco
Lett
Maio marketing
Noalvo
Postmetria
Propz
Shelfpix
Squid
Standout

Saúde e Bem-Estar
Carenet
Ephealth
Hi Technologies
Memed
N2b
Neo

Serviços
Buser
Easycarros
Flapper
Fotop
Fullface
Justto
Meifácil
Midhaz
Mol
Resolvvi
Volanty

Tecnologia da Informação
Cleancloud
Cosmobots
Digibee
Eunerd
Idwall
Nama
Pluga
Wavy

Agronegócio

Agrosmart

A Agrosmart é uma start-up de Campinas/SP que monitora lavouras, capturando e integrando dados com o objetivo de gerar inteligência para diferentes partes na cadeia produtiva.

A empresa afirma que é a plataforma de agricultura digital líder na América Latina e que tem a missão de tornar a agricultura mais produtiva, sustentável e resilientes às mudanças climáticas.

Fundada por filhos de produtores rurais que acompanhavam de perto os desafios do dia a dia no campo, a Agrosmart surgiu com o objetivo de melhorar a forma como decisões são tomadas na agricultura, trocando a intuição pela certeza. A empresa reúne a tradição e conhecimento passado por gerações com tecnologia de ponta dos Estados Unidos e Israel para trazer maior controle, praticidade e rentabilidade na operação das fazendas.

“Como filhos e netos de produtores rurais, conhecemos bem os desafios enfrentados pelo homem do campo. Acreditamos que a ciência de dados é a ferramenta mais poderosa para ajuda-los a superar esses desafios na produção de alimentos. Para isso, trabalhamos duro desenvolvendo soluções específicas para diversas partes da cadeia, da semente à mesa do consumidor, trazendo inteligência para tonar a cadeia de alimentos mais resiliente, transparente e sustentável. “

Mais informações: https://agrosmart.com.br.

Cromai

A Cromai é uma empresa sediada em São Paulo/SP que faz diagnósticos agrícolas em camadas. “Estamos aqui para ajudar a aumentar a produtividade agrícola com informações precoces, constantes, localizadas e em tempo real.”

A empresa trabalha com 3 sistemas para atender diferentes categorias de informação: Cromai Capture, que faz análises pontuais com smartphones; Cromai Sentinel, que faz análises extensivas com sensores; e Cromai Scan, que faz análises de imagens de VANT, drone e satélite.

Mais informações: https://www.cromai.com.

Grão Direto

A Grão Direto conecta agricultores, compradores, corretores e armazéns de forma muito mais eficiente, tornando a compra e venda de milho, soja, sorgo e outros grãos mais moderna e segura.

A empresa também fornece acesso às melhores informações para negociar. “Quanto mais informado, maiores suas chances de fazer as melhores negociações. Na Grão Direto você acompanha os preços médios de milho e soja de diversas regiões, além das principais cotações do dólar, BM&F, Bolsa de Chicago, fretes e muito mais.”

A Grão Direto foi criada para apoiar todos os perfis da cadeia: cooperativas, tradings, revendas, corretoras tradicionais, fábricas de ração, armazenadores, traders e muito mais.

A plataforma gera ganhos de inteligência de mercado para produtores e compradores tomarem as melhores decisões, além de mais agilidade em processos associados à comercialização (logística, gestão de contratos, produtos financeiros e muito mais).

Mais informações: https://www.graodireto.com.br.

JetBov

Empresa de São Paulo/SP que busca integrar eletronicamente a cadeia da produção pecuária, fornecendo soluções de tecnologia de alto valor agregado, permitindo assim uma produção de carne com qualidade e sustentabilidade.

“Levamos inteligência e tecnologia em gestão para a cadeia produtiva da carne”.

A missão da empresa é apoiar a pecuária de corte em toda cadeia, ajudando pecuaristas a descobrir novas e melhores formas de produzir, com mais eficiência e lucratividade.

O aplicativo faz a gestão da fazenda da cria até a terminação, a pasto, no semi-confinamento ou confinamento. Além disso, faz a gestão de Gado a Pasto de uma forma totalmente visual.

Mais informações: https://www.jetbov.com.

MVISIA

A MVISIA, empresa especializada em Visão Computacional e Inteligência Artificial, desenvolveu uma linha completa de câmeras inteligentes para controle dos mais diversos tipos de processos industriais.

Esta linha de produto, chamada de Sistema ESOS (Embedded Supervisory Optical System), tem como grande diferencial a capacidade de centralizar todo o processo de captura, tratamento, processamento e armazenamento dos dados retirados das imagens coletadas em um único produto.

Recentemente, a empresa lançou o sistema ESOS em um celular, iniciando uma nova divisão de negócios focada em aplicações mobile.

A empresa existe desde 2012, quando foi incubada no CIETEC-USP, e já desenvolveu soluções para os setores de hortifruti, flores, mudas florestais, mineração, alimentícia, laboratórios, entre outros. Tivemos diversos projetos financiados pela FAPESP e também mantemos estreitas relações com o ecossistema de inovação brasileiro, com diversos prêmios ganhos, como o Prêmio Santander de Empreendedorismo e o Prêmio Odebrecht de Sustentabilidade.

Mais informações: http://mvisia.com.br.

Olho do Dono

A empresa de Vitória/ES atua com pecuária de precisão. A solução é composta por uma câmera 3D e um software que usa a tecnologia de visão por computador para monitorar o peso do gado.

Na prática, o fazendeiro posiciona a câmera em algum caminho estratégico em que os bois costumam andar no dia a dia, como perto da porteira, e o equipamento identifica o peso à medida que os animais passam na frente da câmera. A partir dos dados, a Olho do Dono oferece uma plataforma que faz recomendações de otimização do negócio, como, por exemplo, qual gado está pronto para venda e qual precisa de mais cuidados. 

Mais informações: https://olhododono.agr.br.

Safetrace

A Safe Trace é uma empresa de Itajubá/MG especializada na rastreabilidade da cadeia produtiva de alimentos, integrando informações de todos os elos, do produtor ao prato do consumidor.

“Ao adquirir produtos com o selo Safe Trace, você saberá de onde vem os alimentos consumidos, além de ter a certeza de que o produtor está atuando de acordo com as normas socioambientais e sanitárias, graças a um rigoroso processo de acompanhamento.”

Mais informações: https://www.agrotransparencia.com.br.

Scicrop

Empresa de São Paulo/SP que oferece para seus clientes uma plataforma integrada de Smart Farming com Big Data Analytics que coleta e analisa dados em tempo real de clima, solo, manejo, pragas e doenças, logística e mercado. Informações que permitem que o produtor obtenha melhores resultados desde a otimização de insumos até o monitoramento contínuo de safras.

“Oferecemos as soluções customizadas mais rápidas, eficientes e flexíveis de coleta e processamento de dados em tempo real, de modo a entregar informações estratégicas para você gerir seu negócio.”

Mais informações: https://scicrop.com.

Sintecsys

Empresa com sede em Jundiaí/SP que atua em duas áreas de negócios: Tecnologia ao Agronegócio e Soluções Industriais.

A Sintecsys é pioneira em solução 100% nacional para detecção automática de focos de incêndio em florestas e plantações, com ganhos ambientais e na proteção e prevenção do patrimônio. O algoritmo desenvolvido detecta sinais de fumaça em raio de até 15 km de distância ou o equivalente a aproximadamente 20 mil hectares, identificando e informando a coordenada em média de 5 minutos, a partir do início do foco. O grande potencial da solução está em reduzir em até 90% as perdas, que tem como causa incêndios, graças a detecção do foco logo no início. São nossos clientes: Raizen S/A, Usina Sto Angelo S/A, TTG Timberland S/A, International Paper S/A, Amcel Celulose S/A.

O dispositivo de detecção da Sintecsys dispõe de algoritmo que identifica automaticamente a fumaça, informando a coordenada do foco em média de 5 minutos a partir do início. O sistema dispõe de torre equipada com ampla e aproximada visão 360 graus, operando 24 horas.

A precisão da tecnologia está na triangulação coordenada – duas retas infinitas que se cruzam formando o resultante: coordenadas precisas de localização do foco de incêndio. Um alerta é emitido e se o operador da rede de monitoramento confirmar o foco é possível emitir alarme diretamente para corpo de bombeiros. Outro diferencial da solução está nos algoritmos exclusivos e equipamentos, que permitem a independência de sinal externo, o que assegura e facilita a otimização da captura e transmissão dos dados.

Mais informações: https://sintecsys.com.

Tbit

Empresa de Lavras/MG que desenvolve, produz e comercializa sistemas avançados que possibilitam a realização de diferenciadas análises e classificações.

Com o foco no agronegócio, a TBIT desenvolveu sua especialidade na busca por soluções que tangem os atuais problemas do setor, sobretudo relacionado às avaliações de qualidade, como, a vulnerabilidade frente a possibilidade de erro humano, pouca velocidade, além da baixa padronização e confiabilidade dos resultados relativos aos atuais métodos utilizados.

“Nossos produtos proporcionam uma análise minuciosa de pequenos objetos, propiciando informações com alto grau de dificuldade de obtenção e com uma assertividade impossível através dos métodos convencionais, sejam eles os praticados por laboratórios de pesquisa, ou nos próprios negócios agrícolas.”

Mais informações: https://www.tbit.com.br.

TerraMagna

A TerraMagna é uma empresa de São José dos Campos/SP de Big Data geoespacial, focada no setor agrícola e florestal, que utiliza imagens de satélites para medir, prever e controlar ativos biológicos, gerando insights para a cadeia do agronegócio.

A empresa melhora operações de campo ao monitorar infestação de ervas daninhas sobre áreas plantadas e realizar a gestão de riscos de financiadores do agronegócio..

Ao unir computação em nuvem e imagens de satélite à indústria do sensoriamento remoto, a TerraMagna capacita agricultores e outros players a entender melhor suas terras, seus negócios e todo o mercado, por meio de mapas com o status das terras cultivadas.

“Nós estamos revolucionando o mercado de operações financeiras no meio rural brasileiro, tornando-o seguro e transparente pela disponibilização de informações para os financiadores e seguradores do agronegócio.

Mais informações: https://terramagna.com.br.

Fonte: Pequenas Empresas e Grandes Negócios, bem como as próprias empresas citadas na matéria,

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar