Artigos e notícias

Prof. Amauri Alfieri: ” Vacinar não é sinônimo de imunizar”

Importante

Esta seção é reservada aos nossos anunciantes.
As informações veiculadas nesta seção são de caráter comercial e não necessariamente representam o pensamento do conselho editorial do site.

Prof. Amauri Alfieri, médico veterinário e professor da UEL, participou como debatedor do 1° Workshop Vacinas e Vacinações, realizado no dia 15 de setembro em Ribeirão Preto. O evento foi realizado pela UNESP/ Araçatuba, com coordenação do Prof. Iveraldo Santos Dutra e contou com o apoio da Vallée Saúde Animal.

Embargo russo à carne de três estados pouco influencia o mercado interno

Como é normal acontecer, muita gente opina a respeito do embargo russo às exportações de carnes de três estados brasileiros e, desavisadamente ou não, cria clima de insegurança para o produtor. Por exemplo, no sábado (4), em declaração ao jornal Folha de São Paulo, o presidente do Sindicato da Indústria de Carnes do Rio Grande do Sul, Ronei Lauxen, ao mesmo tempo em que citava ser necessário procurar outros destinos [para o produto que não for exportado para a Rússia], acrescentava que “em último caso, vamos nos voltar para o mercado interno, o que pode derrubar os preços e prejudicar o produtor”.

Independência: sindicato aciona Justiça para pagamento

O sindicato que representa os trabalhadores de frigoríficos vai acionar a Justiça pelo pagamento de indenizações aos funcionários demitidos pelo Independência de Nova Andradina/MS. A assessoria jurídica da entidade diz que só com ações será possível garantir o pagamento de 40% sobre FGTS, como multa pela demissão. Também não foram pagos os dias trabalhados em outubro.

ITR é o patinho feio dos impostos

Odiado pelos latifundiários de direita e considerado tímido pelo proletariado de esquerda, esse tributo, em que pese seu caráter extrafiscal, não atende a nenhum interesse político de forma eficiente. Se o seu município extrapolou o que lhe foi delegado, confundindo fiscalizar com estabelecer pauta de valores, é hora de se valer do Judiciário na defesa dos direitos. Afinal, é difícil acreditar que, na realidade, um imposto “patinho feio” virasse cisne, mas é muito permitir que ele se torne mais estranho do que é.

RS estuda retirar vacinação contra febre aftosa

O governo do Rio Grande do Sul e criadores gaúchos começam a estudar a possibilidade de retirar a vacinação contra a aftosa no Estado, considerado zona livre da doença desde 2002.O rebanho tem 13 milhões e meio de cabeças. Pelo menos 95% dos animais devem ter sido vacinados no mês de maio, segundo a Secretaria da Agricultura e Pecuária. Os números finais devem ser divulgados em duas semanas junto com o início de um movimento para buscar o status de zona livre da aftosa sem vacinação.

Álcool 61%

A Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos EUA finalizou a regulamentação para o programa de utilização de combustíveis renováveis em misturas na gasolina e no diesel. A publicação da legislação era esperada ansiosamente aqui, no Brasil, porque um dos biocombustíveis em análise pela EPA é o etanol de cana-de-açúcar. A regulamentação concluiu que o etanol de cana é um “bom biocombustível”, ou seja, um combustível renovável que reduz substancialmente as emissões de gases de efeito estufa (GEEs) em relação à gasolina.

Dante Pazzanese Lanna comenta problema de frigoríficos

Dante Pazzanese Lanna nos enviou um comentário ao artigo “Carne não dá lucro”, onde ressalta que, “a verdade é que o frigorífico é muito parecido com o setor bancário. Ele é muito alavancado e muito rápido. O patrimônio é simplesmente nada, comparado ao giro. E como os bancos, acho que frigoríficos precisam de um PROER”.

Alimentos: para reduzir perdas falta aplicação de bom senso

Importante

Esta seção é reservada a artigos com a opinião dos nossos leitores.
As informações veiculadas nesta seção não necessariamente representam o pensamento do conselho editorial do site.

As cadeias produtivas que se encarregam de prover os alimentos de que todos precisamos têm inúmeros pontos em que ocorrem perdas e desperdícios que poderiam ser evitados. As discussões sobre o tema geralmente enfatizam os processos de colheita e transporte ou o descaso com que o consumidor final trata os produtos que leva para casa. Pouca gente comenta, no entanto, o grande desperdício que ocorre nas gôndolas dos supermercados.