Parcerias público-privadas são necessárias para trabalho do Codex

Na abertura da 12ª Conferência de Cúpula sobre Segurança dos Alimentos, Qualidade e Regulamentação, em Nova Delhi (Índia), o presidente do Codex Alimentarius, Guilherme Costa destacou a atuação protagonista do país e da Ásia na entidade. Ele enfatizou a importância de parcerias público-privadas para o sucesso do trabalho da organização e a participação da cadeia produtiva nos trabalhos desenvolvidos.

Ele ressaltou a importância da busca de consenso na elaboração de normas. Além de parceria público-privada, Costa defende a educação em inocuidade alimentar como caminhos para melhor controlar problemas de Enfermidades Transmitidas por Alimentos (ETA).

O presidente participou de cerimônia de premiação feita pela Confederação da Indústria Indiana (CII) para os Destaques do Ano de 2017 em Inocuidade de Alimentos. O prêmio é atribuído a diferentes tipos de estabelecimentos que trabalham com alimentos.

O evento é de caráter nacional e possui categorias, desde produtores primários até supermercados, especificamente, para segurança dos alimentos. O prêmio também é concedido a vendedores de alimentos nas ruas. Costa ainda participou da competição nacional de estudantes pré-acadêmicos sobre inocuidade.

Durante o encontro em Nova Delhi, também foi ministrado curso para estudantes de inocuidade de alimentos da Índia. Guilherme Costa proferiu palestra com o título “Codex Alimentarius: Hoje e Amanhã”.

Fonte: Mapa, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar