Korean BBQ ou Churrasco Coreano é tendência no Brasil

O fortalecimento da cultura do churrasco no Brasil tem despertado cada vez mais o interesse dos carnívoros por novas técnicas, sabores e texturas. Com o Korean BBQ, ou Churrasco Coreano, não é diferente.

O método de preparo, os temperos e os acompanhamentos que vêm do outro lado do mundo estão conquistando muitos adeptos por aqui nos eventos gastronômicos, nos restaurantes e até nas salas de aula.

O chef Reinaldo Lee é referência em Korean BBQ no País. Cozinheiro desde os 12 anos de idade, ele aprendeu enquanto observava sua mãe, natural da Coréia do Sul.

“Existia um certo preconceito em torno da culinária coreana por falta de conhecimento e divulgação. A diferença da língua e da escrita contribuiu muito pra isso”, explica Reinaldo, que passou pelos restaurantes Roanne e D.O.M. antes de se tornar especialista em Korean BBQ.


(Reprodução/Divulgação)

O Korean BBQ ou Churrasco Coreano é um método de assar ou grelhar carnes bovinas, suínas, aves e seus acompanhamentos diretamente sobre a mesa ou na churrasqueira.

O grande diferencial está nos temperos, molhos utilizados e nos cortes finos, que facilitam o preparo.

Outro ponto interessante são as grelhas/chapas utilizadas em um mini fogão a gás sobre a mesa. Cada um pode preparar sua carne e deixar no ponto desejado.

“É importante saber que os coreanos não se importam muito com o ponto do carne. Pelo fato das carnes serem fatiadas bem finas, a cocção é rápida, portanto, fica bem grelhada. Mas, hoje em dia, eles estão aprendendo a grelhar cortes mais grossos e também apreciarem carnes ao ponto, ponto menos e, inclusive, Dry Aged”, pontua Reinaldo.

Tipos de Korean BBQ


(Reprodução/Divulgação)

MARINADOS: ressalta a textura, a suculência e o sabor das carnes. Sua base é sempre água, shoyu e açúcar.

As carnes marinada mais conhecidas no Korean BBQ são o Bulgogui, fatias de carnes marinadas, e o Galbi, famoso assado de tira feito de costela bovina. O sabor final é um agridoce bem interessante ao paladar.

NÃO MARINADOS: são cortes já fatiados sem nenhum tempero preparados diretamente nas grelhas e geralmente acompanham algum molho salgado à base de shoyu, óleo de gergelim ou Ssamjang para dar um sabor extra na carne.

As carnes mais usadas são as bovinas, suínas e o peito de pato.

Apimentado e agridoce


(Reprodução/Divulgação)

Prepare-se para sentir uma explosão de sabores explorando o máximo os ingredientes e suas combinações do Korean BBQ.

A característica agridoce e apimentada dos molhos e temperos das carnes garantem uma experiência inusitada e surpreendente.

Um dos destaques do Korean BBQ, o Gochujang é uma base de pimenta vermelha fermentada, arroz glutinoso, soja fermentada e sal.

“Essa é a base para uma fermentação natural conservada por muito tempo em grandes potes expostos ao sol para apurar, fermentar e potencializar o sabor. Um condimento que está presente em praticamente todos os pratos da culinária coreana”, acrescenta o chef.

Nessa pasta, agrega-se mais alguns ingredientes para preparar o molho Chogochujang, feito com mel ou glucose de milho, óleo de gergelim e alguns extras.

“O molho tem uma cor avermelhada bem intensa que pode assustar por parecer muito apimentado, mas ele é bem suave, adocicado e saboroso”, garante Reinaldo.

“Pankobae”


(Reprodução/Divulgação)

O assunto é churrasco, mas os coreanos adoram também as frituras, que fazem parte do cardápio de rua (Street Food) dos coreanos.

Unindo as duas técnicas, Reinaldo também se especializou em carnes de churrasco empanadas em farinha Panko, um espetáculo gastronômico à parte.

“Dificilmente encontra-se empanado com carne grossa. Geralmente, elas são mais finas para chegarem ao ponto bem passado, mas, no meu caso, empano com carnes mais grossas mantendo a suculência e um tom bem avermelhado por dentro”, finaliza.

Próximos eventos


(Reprodução/Divulgação)

Todos esses sabores podem ser apreciados em alguns restaurantes de São Paulo, como BiCol, Komah, New Shin La Kwan, Surah e KPop Chicken.

Além disso, Reinaldo Lee ministra workshop de Korean BBQ mensalmente no Eataly, também na capital paulista, e leva suas técnicas para eventos de churrasco em todo o Brasil: no dia 21 de abril, durante o Carnívoros Premium, em Belém, no Pará, e no dia 26 de maio também vai ter Churrasco Coreano no Churras Fest, em Atibaia, interior de São Paulo.

Fonte: Artigo de Paty Moraes Nobre, para a Revista VIP.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar