JBS prevê alta de 22% em suas exportações de carne bovina em 2018

A empresa de alimentos JBS prevê alta de 22% em suas exportações de carne bovina in natura do Brasil em 2018, ajudada pelo crescimento de vendas em mercados como China, Egito e Chile, afirmou nesta terça-feira o presidente da unidade de carnes da companhia no país, Renato Costa.

“Para o Chile, (a exportação da JBS) deve crescer 40 a 50%”, afirmou o executivo  durante inauguração da renovação de unidade de produção de charque da companhia em Santana de Parnaíba (SP). Ele destacou, contudo, que o crescimento para a China também seguirá importante, com previsão de alta de 30%, para cerca de 170 mil toneladas por ano.

O prognóstico da JBS supera a expectativa da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) para os embarques do país, de alta de quase 10%, que contempla também processados e a retomada de exportações de carne bovina in natura para os Estados Unidos, entre outros fatores.

“Nós fechamos nosso orçamento e trabalhamos com o que temos”, afirmou Costa ao justificar sua estimativa, que não prevê reaberturas ou novos mercados.

De olho nesse crescimento dos embarques e na expectativa de alguma melhora no mercado doméstico, apoiada na previsão de crescimento da economia e menor desemprego, a divisão de carnes da JBS no país também trabalha com um cenário de recuperação no ritmo de abates.

Segundo Costa, o volume de abate no próximo ano deve voltar para uma média de 30 mil cabeças por dia ante média de 25 mil esperada para 2017.

 

Fonte: Reuters, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

2 opiniões sobre “JBS prevê alta de 22% em suas exportações de carne bovina em 2018”

  • Carlos - 08/01/2018

    Está bem otimista o cara, hein! Aqui em Barra do Garças estamos com duas semanas de escalas folgadas

  • Eric Eduardo Bernardes de Paiva - 15/01/2018

    É isso aí, a Jbs segue firme com seu Ze Mineiro na presidência zelando dos seus funcionários e pagando pecuaristas sempre em dia ,parabéns .

Os comentários estão encerrados.


ou utilize o Facebook para comentar