Focado em carnes, Varanda abre filial com bom menu de peixes e frutos do mar

O Varanda —que, inaugurado em 1996, acaba de abrir sua terceira filial numa travessa da Faria Lima— sempre se destacou por seus produtos, realçados pela competência de seus anônimos churrasqueiros. Mas no novo endereço chama a atenção para outros detalhes.

Para começar, o lugar, onde funcionou o Leopolldo da Faria Lima, tem seu ótimo espaço emoldurado por um frondoso (embora nem tão grande) jardim —no qual vai funcionar uma área para fumantes.

New York Steak servido na nova unidade do Varanda, na região da avenida Faria Lima – Divulgação

Depois, dado que não tem cara de churrascaria, talvez ali ganhe mais visibilidade um outro setor do cardápio, comandado pelo chef (e herdeiro) do grupo, Fábio Lazzarini: o menu de peixes.

Sim, moldado em torno de pescados trazidos de bons fornecedores, que reduzem a cadeia de distribuição que normalmente afasta o pescador do consumidor, o menu-degustação de peixes e frutos do mar (R$ 128) é uma atração à parte.

Se não é o que você procura, pode se fixar nas bem grelhadas carnes oferecidas em três famílias de cortes (brasileiros, argentinos e americanos). Na seara brasileira, vale a pena provar, fora do lugar-comum da picanha, o Romeu e Julieta, que vem com dois cortes o nada brasileiro, mas excelente, assado de tira, costela cortada na transversal, e o bombom de alcatra (R$ 95). Na ala argentina, o bife ancho (R$ 99) nunca tem erro.

Há uma seção só de wagyu da melhor qualidade. Se prefere usar a mandíbula para sentir as texturas, a fraldinha é uma das melhores opções da casa —entre R$ 98 e R$ 296 para três pessoas.

Avaliação: bom

Fonte: Crítica de Josimar Melo, do Guia Folha, resumida pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar