Dona de Sadia e Perdigão lança marca para disputar mercado de baixa renda

Na tentativa de garantir a retomada dos bons resultados em 2018, a BRF, dona de Sadia e Perdigão, entrará nas próximas semanas na disputa pelas compras das classes de renda mais baixa com uma nova linha de produtos, batizada de Kidelli.

A ideia é que a marca ajude a impulsionar as vendas da empresa, que hoje não disputa o segmento popular, e ajude a reduzir a capacidade ociosa de suas fábricas – como perdeu terreno com Sadia e Perdigão, a BRF passou a produzir menos do que poderia em suas plantas.

Os produtos começarão a aparecer nas gôndolas no final deste mês ou no início de fevereiro, segundo a empresa. A nova linha terá 14 tipos de itens, entre presuntos, mortadelas, linguiças, hambúrgueres, entre outros. Mas não haverá qualquer publicidade. O plano é tornar a marca conhecida com ações nos pontos de venda.

A presença da Kidelli também será limitada no comércio. A distribuição será feita de forma independente e terá uma lógica distinta da de Sadia e Perdigão. No caso das duas marcas premium, a BRF negocia diretamente com supermercados. Os produtos Kidelli serão vendidos para redes de atacarejo e distribuidores independentes.

Com essa estratégia, a BRF espera evitar que consumidores de Sadia e Perdigão migrem para a Kidelli – a temida “canibalização” de marcas. A empresa viu isso acontecer entre suas duas marcas de ponta, com clientes da Sadia passando a comprar Perdigão, cujos produtos são mais baratos e, por isso, têm margem de lucro mais baixa.

A Kidelli irá para mercados pequenos e redes que foquem no público de renda mais baixa, fazendo com que ela dispute com empresas regionais ou marcas chamadas de “combate”. Segundo Alexandre Almeida, vice-presidente de operações da BRF no Brasil, essa categoria mantém preços 15% mais baixos que a média do mercado.

Nas contas da BRF, trata-se de um mercado promissor, responsável atualmente por mais de 30% das vendas de alimentos processados no País.

Fonte: Estadão, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar