Uruguai: Exportações dentro da cota 481 aumentaram em 31%

Até agora no exercício agrícola de 2016/17, que termina no final desse mês, os frigoríficos uruguaios – até 9 de junho – exportaram 15.529 toneladas de carne dentro da cota 481 – cota de alta qualidade da União Europeia (UE) destinada a gados jovens cujos últimos 100 dias tenham sido terminados com grãos.

De acordo com dados do Faxcarne, dentro dessa cota foram exportados 31% mais carne do que as 11.789 toneladas exportadas no mesmo período do ano anterior. Com cerca de 16.000 toneladas quando se completar o exercício, 1 de cada 3 quilos importados pela UE dentro dessa cota terão sido fornecidos pelo Uruguai.

O preço médio da cota 481 nesse exercício está em US$ 8.952 por tonelada, mostrando uma redução de US$ 150 com relação aos US$ 9.100 por ano anterior, de um total embarcado que finalmente chegou a 12.543 toneladas, segundo dados do Instituto Nacional de Carnes do Uruguai (INAC).

Esse ano, a cota trimestral do período de abril a junho esgotou-se em 31 de maio, o que ratifica o forte interesse que desperta esse negócio para os operadores. Devido ao fato de ter sobrado um pequeno saldo do trimestre anterior, o volume importado nesse ano chegou a 12.089 toneladas.

Estão habilitados para exportar dentro dessa cota EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Uruguai e Argentina.

Por outro lado, em 9 de junho o Uruguai já tinha cumprido com 99,4% da cota Hilton, com 6.337 toneladas exportadas das 6.376 toneladas para esse exercício. Essa cota é para gados terminados a pasto.

O valor médio da tonelada é de US$ 12.025, marcando uma redução de 4,7% com relação ao preço obtido durante o exercício de 2015/16.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar