São Paulo lança plano de desburocratização do agronegócio no próximo dia 20

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o governador Geraldo Alckmin e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), Fábio Meirelles, lançam dia 20 de fevereiro, às 9h30, na capital paulista, o Plano Agro+ SP.

A exemplo do plano nacional, criado no segundo semestre do ano passado pelo Ministério da Agricultura, a iniciativa do governo de SP também é voltada à desburocratização, modernização e simplificação das normas e procedimentos do setor público que envolvam o agronegócio.

O Agro+ faz parte da estratégia de elevar de 6,9% para 10%, em cinco anos, a participação brasileira no comércio agrícola mundial, seja por meio da abertura e ampliação de mercados ou da agregação de valor aos produtos agrícolas nacionais. O Agro+ SP é considerado pelo Mapa como fundamental para alcançar essa meta, já que o estado é o maior polo econômico do país.

Em 2016, as exportações do agronegócio paulista somaram US$ 17,92 bilhões, com acréscimo de 12,8% em relação a 2015, quando atingiram US$ 15,88 bilhões, de acordo com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.  Os setores que tiveram maior destaque foram o complexo sucroalcooleiro, carnes, sucos, produtos florestais e complexo soja.

Fonte: Mapa, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Uma opinião sobre “São Paulo lança plano de desburocratização do agronegócio no próximo dia 20”

  • Welbi Maia Brito - 03/02/2017

    Para enfrentar a grave crise econômica que o país vive, gerada pelos erros na condução da política econômica do governo Dilma, o Geraldo Alckmin corta gastos e renegocia contratos. O objetivo é manter os investimentos nas áreas sociais e em obras prioritárias. Alckmin aposta no investimento no setor produtivo, como o agronegócio, para manter e gerar empregos. Austeridade e responsabilidade social: esse é o jeito tucano de governar.

Os comentários estão encerrados.


ou utilize o Facebook para comentar