Reino Unido cortará uso de antibióticos em fazendas

A Agência de Padrões Alimentares do Reino Unido (FSA, da sigla em inglês) pretende cortar o uso de antibióticos nas fazendas após a descoberta de uma E. coli resistente a drogas em produtos de frangos e suínos vendidos em supermercados. A ação da FSA segue divulgação de um estudo pela Universidade de Cambridge que descobriu cepas de super-bactérias em quatro amostras de frangos em supermercados. O estudo foi encomendado pelo Save Our Antibiotics.

A E-coli resistente a antibióticos foi detectada em 22 de 92 peças de frango compradas de sete importantes supermercados. As amostras incluíram frangos assados inteiros, embalagens com pernas, coxas e peito.

O estudo descobriu que 51% de todas as amostras de frangos e suínos eram resistentes ao antibiótico trimetoprim, que é frequentemente usado para tratar infecções no trato urinário inferior.

Um porta-voz da FSA disse que o governo britânico está trabalhando com produtores de alimentos, processadores e varejistas e, em breve, publicará resultados de testes próprios.

Fonte: MeatingPlace.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar