Novilho Mercosul alcança mínimos desde o final de dezembro

A desvalorização do Real no Brasil, em conjunto com os baixos preços do gado que também são registados no Uruguai, reduziram em três centavos de dólar esta semana o Índice Faxcarne do Novilho Mercosul, que caiu US$ 2,93 o quilo carcaça, o nível mais baixo desde o final de dezembro do ano passado.

Os dados de inflação no Brasil para o mês de fevereiro (0,33%, a menor para o mês desde 2000) reduziram as expectativas da taxa de juros de referência, a Selic, que agora está prevista em 9% para o final do ano. Os menores retornos tornaram menos atrativa a posse de Reais, porque a moeda brasileira perdeu 1,8% em sua paridade em relação ao dólar na semana. Acrescente a isso uma nova queda no valor médio do gado terminado nos principais estados exportadores do Brasil. O preço de referência no país caiu em cinco centavos na semana, para US$ 2,86 o quilo carcaça.

A isso se somou uma nova queda dos preços de referência do novilho no Uruguai de cinco centavos, ficando em US$ 2,80. O Paraguai continua na contramão, com uma oferta que não aparece e força a indústria a pagar mais pela matéria-prima.

Finalmente, o preço de exportação do boi na Argentina manteve-se estável tanto em pesos como em dólares nesta semana.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar