FAO lança ferramenta para ajudar pecuaristas a melhorar a produtividade e reduzir as emissões de GEE

Uma nova e interativa ferramenta divulgada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) permite que produtores rurais, legisladores e cientistas calculem a produção de carnes, leite e ovos, bem como as emissões de gases de efeito estufa (GEE) da produção pecuária.

O GLEAM – i – Modelo Interativo de Avaliação Ambiental Global Pecuária – fornece respostas a uma ampla gama de questões. Por exemplo, como um pequeno pecuarista, como você pode fazer com que seus animais produzam mais leite, carne e ovos? Se você é um legislador, quais práticas que servem para reduzir as emissões de GEE você deve apoiar?

Captura de Tela 2016-09-07 às 15.38.51

Baseado no GLEAM, modelo desenvolvido pela Divisão de Produção e Saúde Animal da FAO para dar suporte a políticas e mudanças práticas visando alcançar o desenvolvimento sustentável da pecuária, o GLEAM-i pode ser executado por qualquer pessoa usando o Excel, incluindo organizações comunitárias que trabalham em áreas rurais remotas. Ele inclui variáveis como países e regiões, números e tipos de animais – leiteiros ou de corte, a pasto ou confinados – materiais de alimentação animal, manejo de esterco, bem como condições específicas sob as quais os animais são mantidos.

“O objetivo do GLEAM é ajudar a reduzir as emissões de gases de efeito estufa e garantir que as atividades pecuárias sejam tão eficientes quanto possível, de forma que possam continuar contribuindo para a alimentação, a nutrição e o sustento das pessoas enquanto utilizam menos recursos naturais”, disse a diretora de Politicas Pecuárias da FAO, Anne Mottet.

As pesquisas da FAO baseadas no GLEAM mostraram que, com mudanças factíveis e acessíveis, os pecuaristas podem aumentar a produção e reduzir as emissões em quase um terço.

Informações precisas sobre pegadas ambientais das cadeias de fornecimento pecuário ajudarão os membros do setor a tomar decisões mais bem informadas e a reduzir as emissões de gases de efeito estufa. “Por exemplo, os governos podem usar o GLEAM-i para preparar inventários nacionais e para desenvolver políticas para melhorar a eficiência na produção animal, no manejo do esterco e na nutrição dos animais”, disse Mottet.

Fonte: FAO, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar