De líder, Venezuela despenca na importação de gado vivo do Brasil

As exportações de gado em pé tiveram uma boa recuperação no ano passado, somando 282 mil cabeças. Essas vendas superam em 36% as de 2015. Esses números estão be distantes, no entanto, da média anual de 642 mil cabeças exportadas nos anos de 2013 e de 2014.

Um dos principais motivos dessa desaceleração nas vendas de gado vivo nos dois últimos anos foi a Venezuela. De líder, o país caiu para a sexta posição.

A valorização do real também pesou na decisão dos importadores, que compraram menos animais do Brasil. Europa e Austrália são mercados concorrentes.

A crise econômica interna e a perda de crédito nas negociações internacionais fizeram a Venezuela importar apenas 8.000 bois vivos no ano passado, bem menos que os 117 mil de 2015 e ainda mais distante dos 496 mil de 2014.

Fonte: Folha de São Paulo, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar