Cepea: Pecuária começa a sinalizar recuperação

Depois do momento delicado vivido na segunda quinzena de março, o mercado pecuário começa a dar sinais de recuperação neste mês. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP), mesmo com agentes de frigoríficos ainda pressionando os valores de compra de novos lotes de boi gordo, a menor oferta de pecuaristas tem feito com que os preços da arroba voltem a reagir na maioria das regiões acompanhadas pelo Centro de Pesquisas.

Com escalas encurtadas, os valores da carne negociada no mercado atacadista da Grande São Paulo também vêm registrando altas diárias neste mês. Entre 5 e 12 de abril, o Indicador do boi gordo ESALQ/BM&FBovespa (São Paulo) teve alta de 1,83%, fechando a R$ 136,44 nessa quarta-feira, 12. No mesmo período, a carcaça casada do boi se valorizou 3,34%, fechando a R$ 9,90/kg na quarta.

Além da operação Carne Fraca, o retorno da cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) também impactou o mercado no fim de março, já que afetou diretamente os valores negociados, com frigoríficos descontando dos preços de compra o percentual relativo ao Fundo, de 2,3%.

Fonte: Cepea, adaptada pela Equipe BeefPoint.

2 opiniões sobre “Cepea: Pecuária começa a sinalizar recuperação”

  • Luiz Alberto Guimarães - 17/04/2017

    Q bom ! O agro e uma atvidade q sustenta o pib…batendo record de produção …estimativa de 220 mi/ t

    • Tiago Fernandes - 18/04/2017

      Bom e para os consumidores! Comprando carne extremamente cara.

      Deveria ter um limite de exportação para controlar a inflação sobre os alimentos.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar