Daniel Biluca fala sobre comercialização de bezerros

Assista palestra e entrevista com Daniel Biluca, zootecnista, que está a frente de um novo projeto de comercialização integrada de bezerros de alta qualidade.

Na palestra serão tratados assuntos sobre comercialização de bezerros, sobre o cenário do mercado, a qualidade dos animais disponíveis para compra, entre outros assuntos relacionados ao sistema de cria.

6 opiniões sobre “Daniel Biluca fala sobre comercialização de bezerros”

  • Maria do Carmo - 21/08/2014

    Bom dia!
    Sr. Daniel Biluca
    Gostei muito da palestra, mesmo não fazendo parte do ramo, a palestra faz uma exposição interessante de um modelo empresarial, abordando a empresa em suas responsabilidades social e ambiental e a gestão da empresa como divisão de compra e venda e parcerias, muito bem colocada e eficiente a forma de fechamento de um negócio, dando segurança e apoio ao parceiro tendo um ajuste entre ambos, procurando não ter perdas.Parceria justa.

  • GILBERTO PEREIRA - 21/08/2014

    Boa tarde!
    Excelente matéria e não menos excelente a forma clara da exposição do projeto feita pelo entrevistado.
    Lamentável é estar longe da área de ação da empresa AH e não poder entrar nessa inovadora forma de parceria que, efetivamente, privilegia o produtor, sem a participação, como regra nefasta, do intermediário na cadeia produtiva da pecuária.
    Cumprimentos à BeefPoint na pessoa do Miguel Cavalcanti.

    Miguel, fica a promessa do manual de manejo sanitário da AH.
    Forte abraço.
    Gilberto Pereira.

  • Elineu Portugal - 25/08/2014

    Olá Miguel e Daniel.

    Achei simplesmente fabulosa essa palestra e entrevista.
    Sou produtor de bezerros, leitor e entusiasta do tema “cria de bezerros” e estou a procura de um modelo de parceria como este aqui no Paraná.
    Achei o modelo proposto pela AH realmente fantástico.
    Somente discordo da seguinte afirmação feita pelo Daniel: “Jejum de 12 horas para a comercialização de bezerros”.
    Na minha opinião, este procedimento não é vantajoso, nem para o pecuarista criador, muito menos ainda para o comprador.
    Explico, se vc é criador, vai vender um animal abaixo do peso vivo real e mais, vai vender um bezerro faminto, desidratado e fraco, que terá que viajar uma grande distância para chegar ao seu destino. Isto vai gerar perdas para os dois lados e é em minha opinião uma situação a ser reavaliada.
    Existe hoje um estudo de que o jejum pré venda de bezerros é uma praxe realmente desnecessária, que mais contribui negativamente que de forma positiva.
    Creio que a busca por uma comercialização honesta e digna de nossos produtos, deve ser a premissa de todo pecuarista, seja ele criador, recriador ou terminador.
    Parabéns a todos pelo excelente tema abordado, gostaria de ver mais assuntos referentes a cria de bezerros aqui neste espaço.

    Grande e forte abraço a todos da cadeia produtiva da carne!

  • Elber Giovane de Souza - 02/09/2014

    Miguel e Daniel.
    Excelente exposicao de todo o trabalho da AH. Muito boa entrevista.
    Sucesso a AH e aos parceiros.

  • Edson Rodrigo Alfonso - 15/09/2014

    Muito excelente a palestra uma amostra de um pouco do avanço na pecuária em relação a IATF onde cada vez mais se ganha mais na reprodução dos animais. O preço de bezerros vendidos a peso/kg também um avanço muito bom

  • Abilio César Bariani - 08/10/2014

    Daniel, é interessante sim a sua proposta !
    Mas focando em recria, coloco a minha fazenda de 2.500 has em Rondonópolis – MT para recriar seus bezerros e podemos começar com um lote de 1.000 bezerros.
    Nossa parceria seria bem parecida com o sistema de aves/granja. Isto é: vc coloca o seu bezerro em minha fazenda valendo em @ o peso real de entrada, em +/- 12 meses vc vai buscá-lo e me paga as @s que agreguei, ao preço do dia (todos os custos do período serão por minha conta). Aguardo retorno se houver interesse. Abç. Abílio (11) 5844-8000.

Os comentários estão encerrados.


ou utilize o Facebook para comentar