Pesquisa mostra que adição de carne e leite à dieta melhora dramaticamente a nutrição de pessoas pobres no Zâmbia

Desde 1961, tem havido um declínio notável na disponibilidade de leite, carne, ovos e grãos no Zâmbia, e um aumento na disponibilidade de mandioca e óleos vegetais. A dieta resultante é deficiente em vitaminas e minerais, contribuindo para problemas de saúde no país.

Pesquisadores da Universidade de Illinois compararam quatro cenários dietéticos para entender melhor as diferenças entre abordagens dietéticas para ajudar a melhorar a nutrição das pessoas pobres em países em desenvolvimento como o Zâmbia. Eles começaram estabelecendo uma dieta típica e então adicionaram diferentes alimentos constituído a mesma quantidade de calorias a essa base. O primeiro cenário adicionou leite, o segundo, carne, o terceiro, carne e leite, e o quarto, uma quantidade extra dos alimentos vegetais localmente disponíveis para melhorar a nutrição.

“Quando se compararam os quatro cenários, o com apenas leite aumentou o nível de cálcio para 67% de probabilidade de estar adequado. Descobrimos que a dieta com mais alimentos vegetais somente elimina o risco de inadequação de vitamina A”, disse o economista Universidade, Peter Goldsmith.

“Mas o cenário de leite com carne aumenta todos os nutrientes essenciais ao nível dietético recomendado, com exceção do cálcio, cuja probabilidade de estar adequado foi de 78% e a vitamina D, cuja probabilidade era de apenas 20% de estar adequada”.

Goldsmith disse que a produção pecuária pode não ser adequada em todas as áreas, por exemplo, onde não há mão de obra suficiente, e as melhoras nas dietas precisam ser mais fáceis de serem implementadas. Mais estudos são necessários para identificar as melhores formas de melhorar a nutrição.

Fonte: TheCattleSite.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar